domingo, 4 de outubro de 2009

CONSEQUÊNCIAS DA MORTE DE UM GIGANTE.

­ Qual foi a última vez e que você agradeceu ao Senhor por não mostrar-lhe o futuro? Uma das melhores coisas que Deus faz por nós é impedir que saibamos o que vai acontecer além de hoje. Pense um pouco nas mil coisas com as quais não teve de se preocupar por não saber que ocorreriam na sua vida!
­ Como Deus foi gracioso por dar a Davi um dia de cada vez. O resultado da morte do gigante lançou Davi num dos vales mais profundos e escuros de toda a sua vida. Este homem que se mostrara fiel entre as ovelhas e no campo de batalha foi atirado do auge da popularidade para a mais profunda depressão e desespero. A bondade de Deus se manifestou em não contar a Davi tudo o que o esperava em sua vida.

RECAPITULAÇÃO: A MORTE DE UM GIGANTE

­ Como vimos na aula anterior, Davi acabara de realizar um empreendimento incrível, notável. Um jovem que ainda não tinha 20 anos, que jamais vestira o uniforme do exército de Israel, jamais se preparara para a guerra, jamais soubera como era carregar uma espada, havia corrido para o campo de batalha, enfrentara um gigante enorme e o atingira mortalmente com uma pedrada na testa;
­ Como resultado, Davi ganhou popularidade instantânea. Ele se tornou herói nacional. O povo começou a cantar-lhe louvores. Saul cumpriu suas promessas de cumular de riquezas e agora Davi passou a fazer parte permanente da corte do rei. Ele se tornou uma celebridade da noite para o dia. Poucas pessoas teriam condições de aceitar isso serem afetadas, mas Davi teve. Ele sabia viver com o sucesso sem que tal coisa o prejudicasse. São raros os que conseguem isso... especialmente quando o indivíduo é jovem e jamais teve uma vida pública.

RELACIONAMENTOS: QUATRO EXPERIÊNCIAS DIFERENTES

­ A mão de Deus estava sobre Davi. O Senhor ia usá-lo um dia como o maior rei da história de Israel; mas, para isso, Deus tinha de quebrantá-lo, poli-lo e aguçá-lo, o que incluía subjugá-lo. Davi estava prestes a entrar no cadinho do sofrimento. Por sorte, ele não tinha idéia de quão grande seria essa dor.
­ Neste ponto, a vida de Davi se desenrola em quatro relacionamentos diferentes:

1. Relacionamento de submissão a Saul; (1 Sm. 18: 2,5)
2. Relacionamento afetuoso com o filho de Saul, Jônatas;
A amizade íntima tem quatro características e descobrimos todas elas nesta história:
2a. O amigo íntimo está disposto a sacrificar-se (1 Sm.18:4);
2b. O amigo íntimo é um defensor leal perante os outros (1 Sm.19: 4-5);
2c. Os amigos íntimos dão um ao outro completa liberdade para serem quem são (1 Sm.20:41); e
2d. O amigo íntimo é uma fonte constante de encorajamento (1 Sm. 23: 15,16)

3. Relacionamento de elevação ou exaltação com o povo de Israel; (1 Sm. 18: 5-7 e 14) e
4. Relacionamento de oposição a Saul, que durou anos e anos (1 Sm. 18: 8-9).

APLICAÇÕES RELEVANTES: NOSSAS VIDAS HOJE
Lembre-se:
O fato de não sabermos o futuro nos força a viver um dia de cada vez; (Mt. 6: 34)
Ter um amigo íntimo nos ajuda a enfrentar as dificuldades que surgem em nosso caminho;
Ser positivo e sábio é a melhor reação contra o inimigo.
Tudo se resume nisto: andar na vitória é a diferença entre o que nos agrada e o que agrada a Deus. Da mesma forma que Davi, precisamos nos manter firmes, fazer o que é certo, sem nos cansar. Pura e simplesmente, é isso que agrada a Deus. E, afinal, foi por isso que fomos deixados na terra.
texto extraído do livro "Davi, um Homem Segundo o Coração de Deus" cujo autor é Sharles Swindoll.

Nenhum comentário:

Postar um comentário