domingo, 26 de julho de 2009

DERRUBANDO GIGANTES!

Nesse domingo, Deus nos usou e foi uma enorme bênção!
Quero compartilhar a mensagem em vídeo com todos os leitores e amigos.
Que Deus abençoe a todos!
Ricardo Hilário.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A OSTRA E A PÉROLA.

"Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." - Filipenses 4:13

Paulo sabia muito o que estava falando. Vamos imaginar juntos quantas ostras ele fabricou.

Quero deixar um fato que podemos aprender, pois é Deus quem faz o tal!
Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas.
As pérolas são feridas curadas. Pérolas são produto da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
A parte interna da concha de uma ostra é uma substância lustrosa chamada nácar.
Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola é formada.
Uma ostra que não foi ferida de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?
Suas idéias já foram rejeitadas ou mal interpretadas?
Você já recebeu os duros golpes da indiferença?
Então, produza uma pérola. Cubra suas mágoas e as rejeições sofridas com várias camadas de amor.
Seja Feliz...

Use as pérolas para fazer um lindo colar!
Que Deus abençoe!
Ricardo Hilário

sábado, 18 de julho de 2009

A RIQUEZA DE UMA GRANDE AMIZADE!

No próximo dia 20 é comemorado o "dia do amigo". Quero deixar nesta postagem uma meditação sobre o que é ser amigo...

Muitas vezes a sociedade tem se esquecido do valor da verdadeira amizade. Estive conversando com um amigo meu que mora nos Estados Unidos, e ele me falou o quanto as crianças crescem sozinhas e isolada em suas casas... sem presença de amigos, uma vida muito solitária... Eu me perguntava... O que dizer sobre a amizade? E, então pensei em todos meus amigos... Eu pensei nas qualidades que os diferenciam, nessas coisas que os fazem únicos e queridos…
Como aqueles que sendo tão diferentes nos entendem tanto… Aqueles que nos ajudam nos momentos difíceis… Aqueles que a vezes, nos deixam verdes... Os engraçados; Os intelectuais; Os que nos cobrem de paz… Os que nunca se animam… Os que nos mimam… Os que necessitam mimos… Os originais… Os que necessitam cuidados… Os que são capazes de nos carregar seja qual for nosso estado de ânimo… Os que sempre estão atentos… Os que só mostram uma pequena parte do que são. Os que sempre conseguem o que querem… Os insólitos!!! Os corajosos... Os que sempre estão dispostos a juntar-se para fazer algo… Os que sempre tem uma notícia o uma novidade para contar… Os gritões…
Os que nos entram em casa a qualquer momento… Os que parecem que não, mas…”estão aí…” Os que nos fazem temer… Os organizados… Os “folgados” de sempre… Os protetores... Os de longe… Os que não param de trabalhar... Os que tem delírio de grandeza… Os que sempre estão enrolados em algo… Os que são capazes de fazer qualquer coisa para não passarmos um mau momento… E os que necessitam proteção... Os brincalhões... Os surpreendentes… Os que caem em um momento errado... Os que se juntam em um passeio… Os que nos fazem rir a qualquer preço… Os que são tão ternos… Os que se escondem… Os que, praticamente, são partes de um mesmo… Os que sempre estão nos esperando… A todos e a cada um deles… OBRIGADO A todos meus amigos... A todos… A todos... Mas a todosssssssss...
Obrigado por andarmos juntos no caminho da vida; obrigado por estarem atentos sempre que necessito… obrigado por querer-me assim como sou…. Fazendo minha vida mais simples... lluminando cada momento; OBRIGADO
Fazendo valer a riqueza de uma amizade, quero destacar algumas amizades que são relatadas na Bíblia:

1. PAULO E ARQUIPO: FILEMOM 2

Os destinatários da carta a Filemom, não eram apenas os membros de uma família cristã, mas a igreja que se reunia na casa deles. Era costume, e às vezes se tornava necessidade, que as igrejas locais se reunissem na casa de um dos membros (Atos 18:7). Paulo tinha amigos e muitos conhecidos, mas o que me chamou atenção neste texto é que ele chamou a Arquipo de “camarada”. Então resolvi pesquisar quem era esse “camarada” do maior missionário da história cristã...
Arquipo: amigo de Paulo, trabalhou junto com ele na causa do Evangelho, como “companheiro de lutas”; talvez tenha participado das mesmas perseguições que o apóstolo Paulo sofreu. É bem provável que fosse parente de Filemom. Sua associação com a igreja em Colossos (Cl.4:17) tem levado alguns estudiosos a sugerir que talvez trabalhasse em Laudicéia; mas os textos não dizem isso claramente. Paulo o exortou a completar sua “obra” ou ministério que recebera de Cristo (Cl.4:17). Isso não quer dizer que estivesse falhando; pelo contrário, era um encorajamento, do tipo que o apóstolo tão frequentemente fazia; todo o ministério cristão dever ser considerado como serviço ao Senhor, que tanto chama como prepara seu povo para essa obra (Tm.4:5;Ef.2:10)
Quero aqui, prezados, estreitar as linhas de pensamento e trazer exemplos para a nossa vida... Paulo confiava muito em Arquipo; tinha uma estima muito grande, pois foram unidos sempre... quer ter um amigo que te considere e te respeite? Seja leal em todos os momentos! Estenda a mão, como notamos nesse exemplo bíblico, onde dentre tantos homens conhecidos na Bíblia, Paulo chama de “camarada” um que pouco a Bíblia fala... ser camarada é: ser companheiro, ser um indivíduo que emprega a mesma profissão... eu digo a você, meu prezado amigo: “Ande lado a lado, junto e misturado com o seu amigo, principalmente o seu companheiro ministerial (ganhador de almas).”
Entre Paulo e Arquipo, existia uma grande riqueza em sua amizade!!!

2. RUTE E NOEMI: RUTE 1:16

Rute, após ter perdido seu marido, se apegou a sogra e teve um ato de amizade e companheirismo, e isso custou caro... Este versículo do Livro de Rute, certamente é o mais tocante. Rute renunciou a tudo quanto deveria considerar caro em Moabe e voluntariamente escolheu ir a Judá e lá começar uma vida inteiramente nova com sua sogra e amiga (Noemi). Esta escolha de Rute além de prova de amizade, tem aspecto religioso e cultural, conforme vemos nas palavras – o teu Deus é o meu Deus. Em Moabe Rute teria de adorar a Camos (Num.21:29). Indo para Judá, entretanto, poderia adorar o Deus de Israel. Era um testemunho para com o seu falecido marido e sua sogra que Rute desejava entregar-se ao Deus que eles adoravam.
No versículo 17, Rute solenemente confirmou o seu desejo de ser leal a Noemi enquanto vivesse. Suas palavras implicavam em voto solene, que poderia assim ser parafraseado: “Que um severo juízo me sobrevenha se eu não for fiel ao meu voto.” Rute mostrou-se leal, mesmo em meio a tantas perdas, ela decidiu largar tudo e se apoderar da riqueza de uma amizade!
Noemi até então só havia ouvido, mas nos versículos 18 e 19 vemos que:
As palavras de Rute expressavam um amor e uma lealdade que a mulher mais velha não podia rejeitar, e uma determinação que fez Noemi desistir de sua insistência a que retornasse a Moabe. O laço de amizade havia se formado de tal forma, que quando Noemi e Rute chegaram a cidade, provocaram verdadeira sensação: “Não é esta Noemi?” perguntavam as pessoas, expressando surpresa.
Qual o valor que você tem dado aos seus amigos?
Digo a você: pense na grande riqueza de uma amizade e dedique-se a ela, pois certamente na hora da dor é ela quem vai valer!!! Na hora de um passamento de um ente querido, são suas amizades que vão te ajudar! Lembre-se disso...

3. DAVI E JONATAS: 1SAMUEL 18:1

Sempre que começa uma amizade, primeiramente um toma a decisão de amar e ser amigo e leal. Sempre tem que partir de um dos lados. No caso de Davi e Jônatas, foi Jônatas quem decidiu amar primeiro. Vemos isso claramente no versículo lido. “E Jônatas o amou, como à sua própria alma.” Nesse relacionamento, cada um encontrou no outro a afeição que não tinham em sua própria família. Ligou, aqui representado, é a mesma palavra hebraica usada em Gn.44:30 para expressar o amor de Jacó para com Benjamim. Atitudes raras como as de Jônatas, são difíceis de ver hoje em dia! Ter um amor tão grande pela amizade... Hoje é muito comum ver cada um por si, jovens indo morar sozinhos, uma fala de amigos tão grande, que causa certo “buraco” em vidas.
Jônatas e Davi deram muito valor e descobriram posteriormente a verdadeira “grande riqueza de uma amizade.”
Tanto é que, Jônatas, o filho do rei, deu todos os bens materiais que possuía; Davi, o filho de um homem pobre, deu só amor e respeito e isso foi suficiente para ser criada uma das amizades mais lindas que a Palavra de Deus relata.
Muitas vezes você pode não ter bens materiais para doar a um amigo, mas certamente deve ter um bocado de amor e respeito. A troca de dádivas entre Jônatas e Davi, faz a gente se lembrar do presente que o Filho de Deus dá à pobre humanidade. Talvez por isso Paulo se intitula escravo de Cristo. Faça como Davi e Jônatas: dê valor a grande riqueza de uma verdadeira amizade!

4. JESUS COM SEUS DISCÍPULOS: João 15:13-16

Notamos o grande relacionamento de intimidade entre Jesus e seus discípulos. Jesus ensina que entre amigos não há segredos!
No versículo 13, Jesus deixa claro que veio para morrer pelos seus amigos, em prova de amor; certamente Ele deu o valor para a grande riqueza de uma grande e verdadeira amizade.
A medida do amor de Cristo pelos seus é o auto-sacrifício, do qual eles se beneficiam (I Jô.3:16). Tal amor entra na sua vida quando há um encontro notável com Cristo. O morrer pelos amigos, indica o plano de Deus para salvar a humanidade da perdição e do fogo do inferno!
Quero deixar claro também que a amizade com Jesus não elimina a necessidade da obediência. Se esta necessidade parece tornar os amigos em servos, há uma diferença. O servo não tem confiança no seu senhor. O “status” de amigos, no caso dos discípulos, foi o fato de saberem os segredos de Cristo, inclusive de tudo aquilo que o Pai revelou ao Filho. Nada foi retido. Isto não indica que tudo foi compreendido pelos discípulos de Jesus.
Jesus espera bons frutos de seus seguidores. Anteriormente o fruto era o amor. Agora tem de ser o amor em ação, a proclamação da mensagem da salvação e o ganhar de almas.
Dê valor a grande riqueza de uma grande e verdadeira amizade. A amizade com o Senhor Jesus Cristo!!!

CONCLUSÃO: Geralmente, quem é muito unido, se ajuda mutuamente! Por isso que devemos celebrar a amizade!
Está sem amizade? Existe alguém que quer ser seu amigo, basta você querer e se aproximar dele. Ele já deu o primeiro passo, ele estendeu a mão a você, prometeu estar com você pra sempre, te amou primeiro e quer que você o ame também e tenha comunhão com ele! Esse amigo é Jesus Cristo, que deu a sua vida por mim e por todos que quiserem ser amigos dele. Seja um discípulo e tenha o melhor amigo de todos em sua vida!
FELIZ DIA DO AMIGO! OBRIGADO PELA AMIZADE...

Que Deus nos abençoe!
Ricardo Hilário.