segunda-feira, 3 de outubro de 2011

CRESCER EM MEIO A TENTAÇÃO



“Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Tiago 1.12

Introdução: No caminho do amadurecimento espiritual, cada tentação se torna um degrau, ao invés de uma pedra de tropeço. Cada crente deve encarar as tentações dessa forma, pois muitos, muitos cristãos tropeçam onde deveriam crescer. A maior arma de Satanás para com o cristão é a tentação, uma vez que a única coisa que ele pode fazer com nós. Deus usa essa tentação para fortalecer-nos, para que na próxima vez que vier a tentação, possamos escolher o caminho de “escape” correto, pois fiel é Deus que não nos deixa ser tentados acima do que possamos suportar.
Para enfrentar a tentação é necessário sermos guiados pelo Espírito Santo, assim como o apóstolo Paulo nos diz em Gálatas 5.22,23.
Satanás usa um processo dividido em quatro etapas e tem seus esquemas bem maquinados (2Co2.11) 

1.     Identificar quais são os meus desejos (Mar7.21-23; Tig4.1)
Satanás sempre ataca no ponto fraco de minha vida. Se eu não agüento ver dinheiro, é lá que ele vai atacar. Se eu não agüento ficar longe do jogo, é lá que vai atacar, e assim por diante.
Devo ser honesto comigo mesmo e identificar os meus pontos fracos para pode me defender, pois Satanás já identificou e está atacando em meu ponto fraco.

2.     Fazer-me duvidar do que Deus diz sobre o pecado (Heb3.12)
Deus diz aborrecer o pecado, mas Satanás me faz duvidar das palavras de Deus, me fazendo acreditar que aquilo que outrora encarava como pecado, hoje já não é mais, pois era “quadradisse” da minha parte. Meus pais são cafonas, os pastores velhos não estão com nada... esses são os pensamentos que Satanás coloca em minha mente, fazendo-me duvidar do que Deus diz sobre o pecado.
Obs.: Vale lembrar que pecado é tudo aquilo que penso, falo ou faço que desagrade a Deus.

3.     Mentir para mim (Jo8.44)
Satanás mente desde a criação do mundo. Ele mentiu aos anjos que o seguiram e mentiu para Adão e Eva. Sua existência consiste em mentiras. Ele mente para mim, me fazendo pensar que não há nada de mais em fazer isso ou aquilo, ,esmo desagradando a Deus. Ex.: Vou contar uma mentira, mas é para uma boa causa...
Vou fazer isso, pois Deus não vai se preocupar com meu “pequeno” pecado, Ele tem tanto assunto para tratar que nem vai reparar em mim.

4.     Fazer-me desobedecer a Deus (Tig1.14-16)
Quando não identifico minha fraqueza, duvido das palavras de Deus e acredito na mentira contada por Satanás, estou com o prato cheio e com todas as armas para desobedecer a Deus. Devo entender que uma coisa leva a outra. É muito mais fácil aprender o que não presta, do que seguir as coisas boas que Deus preparou pra mim e pra você, como servos e salvos, andemos nelas.

Transição: Como usar a tentação como degrau ao invés de pedra de tropeço:

1.     Resistir ao Diabo, ser tentado não é pecado (Tig4.7; Heb4.15)
Ser tentado faz parte da vida de cada cristão (Cristo no diminutivo, pequenos cristos). Uma vez que resisto ao Diabo, ele não agüenta o que tem dentro de nós e é por nós, o Espírito Santo. Jesus foi tentado e não pecou jamais. Ele foi tentado, eu sou tentado dia após dia, mas isso não me deve fazer cair, mas deve me fazer crescer e ser um cristão forte, que usa as tentações para um crescimento espiritual!

2.     Se preparar para receber a tentação (1Ped5.8; Mat26.41; Efe4.27; Prov16.17)
Quando um país está preparado para ataques de outros países, ele consegue se defender. Quando um time de futebol está preparado para um ataque muito eficiente, com atacantes artilheiros, consegue até não tomar gols e neutralizar o ataque adversário. Quando me preparo espiritualmente para receber os dardos do maligno, tenho segurança.
Preciso me solidificar na Palavra de Deus, sabendo onde Satanás poderá me atacar e me preparar a cada dia para essa “batalha espiritual”.

3.     Pedir ajuda a Deus (Sal50.15; Heb4.16)
Deus não me deixa desamparado e todas as vezes que pedir a sua ajuda, ele estará pronto a me ajudar. Devo buscar em oração a ajuda Celeste e sempre entender que necessito do auxílio Divino, me revestindo da couraça da justiça e enchendo-me do Espírito Santo. 

Conclusão: Ser tentado deve ser sinônimo de felicidade para o crente. Ao invés de desistir ou ceder a tentação, devo buscar a Deus, confiar em Seu poder, que Ele me ajudará a vencer, me dando um escape; devo sempre lembrar da recompensa que espera por mim. “a coroa da vida”.

Um pequeno peixe de água doce sul americano é chamado "Quatro-Olhos" porque sabe tirar partido dos dois mundos.
O Criador desenhou os seus grandes olhos com umas lentes de ar na parte de cima e umas lentes de água na parte inferior. Ao mover-se sobre a superfície da água é capaz de olhar para o mundo à superfície e o mundo por baixo da água.

Num certo sentido os crentes em Cristo devem ser como este pequeno peixe. Ao atravessarmos a vida, precisamos olhar para cima, para o céu, e também para baixo, para o mundo que nos rodeia, cuidando para não enroscar nalgum tropeço. Isso significa muito para o Cristão.
Louvado seja Deus!
Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário