segunda-feira, 14 de março de 2011

DISCÍPULO OU SEGUIDOR

1 Coríntios 6.10 - “Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”
“Algumas versões dividem o v9 e o v10 de formas diferentes”
Não é de hoje que os “lobos” se passam por “cordeiros”. Existem muitas pessoas que vivem no meio do povo de Deus, porém não o são. Jesus Cristo no tempo em que viveu na terra teve alguns discípulos e muitos seguidores; muitos o seguiam para obter o que mais almejavam, e outros por curiosidade. No tempo de Paulo não era diferente. A cidade de Corinto era uma cidade portuária, impura, idólatra, e totalmente depravada. Os crentes dessa cidade eram bombardeados com toda sorte de tentações. Muitos se mantinham firmes, mudavam sua vida e outros não deixavam seus costumes e práticas. Paulo, mais uma vez os ensina sobre a salvação e o reino de Deus.
No contexto, Paulo está falando de injustiças e brigas dentro da igreja. Está falando também da falta de sabedoria dos membros da igreja, que levam a julgamento ímpio os problemas que podem ser resolvidos internamente.
Depois de uma bronca ele enfatiza sobre o reino de Deus e exorta para que não erremos , pois os injustos ou não justificados não estão qualificados para julgar.
Paulo lista uma série de pecados praticados por alguns membros da igreja, que desqualificam os mesmos de herdarem o reino de Deus.
A lista de pecados que Paulo coloca em evidencia, prova que ele e Tiago concordam basicamente, ambos afirmam que a fé genuína produz boas obras (Ef.2.8-10) e que a ausência das boas obras indica falta de fé (Tg. 2.14-26). A prevalecente frouxidão moral dos gregos e romanos pode ter incentivado o apóstolo a enfatizar aqui o vício contra a natureza. Por exemplo: Sócrates, além de quatorze dos quinze primeiros imperadores romanos, era homossexual.
Quero aqui falar de alguns pecados dessa lista e esclarecer o significado de cada um:

I. “Não erreis: nem os devassos...”

Ser devasso é ser libertino: “Que ou quem revela um comportamento moralmente desregrado, centrado nos prazeres sexuais. = devasso, dissoluto, licencioso; Que ou aquele que rejeita regras ou preceitos religiosos;”
Hoje em dia há uma invasão de imoralidades sexuais dentro das igrejas. Pessoas usando do privilégio de liberdade e perdão para abusar e até ser libertino ou libertina. É uma vergonha ao Santo Evangelho de Jesus Cristo.

II.“...nem os idólatras...”

O idólatra não é apenas o que adora imagens, mas quero aqui trazer algumas definições: “Que ou pessoa que adora ídolos; Que ou o que está cegamente apaixonado;” Muitas vezes o crente deixa de lado a adoração ao Deus criador para fazer outras coisas. Acho interessante uma das definições para idolatria: “Culto prestado ao que não é Deus;”  Uma coisa leva a outra e nesse assunto de idolatria trás a idéia de culto: “Forma pela qual se presta homenagem à divindade.” O que é deus para você? Você sabe que suas desculpas para não fazer a obra de Deus pode ser um deus?

III.“...nem os adúlteros...”

Interessante a definição para a palavra adultério: “Violação da fidelidade conjugal”. Logo pensamos no relacionamento entre marido e mulher. Mas esse assunto vai mais além. O que é o casamento? É um pacto feito entre duas pessoas de fidelidade mútua e a vontade de viver até que a morte os separe. (hoje em dia é até que o dinheiro os separem).  Podemos encarar como um pacto feito com o Senhor, o momento em que entregamos nossas vidas nas mãos dele. Logo tudo o que faço e viola a minha fidelidade para com o meu Deus, é adultério e me torno adúltero. Olha como é profundo o texto em questão!

Conclusão: Poderia eu, ficar falando de toda a lista de Paulo. Mas quero concluir dizendo a solução para esses erros:  “E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.” (v.11) O verdadeiro crente é uma nova criatura. Não é do dia para a noite que deixamos tudo o que fazíamos, não é com peso que devemos encarar nossa vida cristã, pois o Senhor fez muito mais por nós e o Espírito Santo age em nossas vidas, nos capacitando a sermos crentes genuínos, fazedores das boas obras.
Não usemos a liberdade que Deus nos dá para a libertinagem!
Fomos comprados por um alto preço (v.20) e esse preço é o sangue do Cordeiro de Deus, o sacrifício de nosso Senhor Jesus Cristo!
Viva uma vida despojada dos pecados, dedique a sua vida ao Senhor Jesus Cristo e Ele irá te ajudar a melhorar sempre!
Convicto de sua salvação em Cristo Jesus, faço as palavras de Spurgeon as minhas: ME ENCONTRE NO CÉU!!!
Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário