terça-feira, 3 de janeiro de 2012

ÁGUA BOA DE BEBER


“Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.”
João 4.10

Introdução: A crescente popularidade de Jesus (que era maior a de que a de João) começou a alcançar os ouvidos dos fariseus. Para evitar problemas com eles, nessa ocasião, Jesus resolveu deixar Judéia e ir para a Galiléia. Jesus precisava também quebrar um paradigma judaico, onde os judeus não falavam com samaritanos.
Jesus pede água para aquela mulher samaritana; natural, pois estava cansado e com sede, devido ao calor da “hora sexta”. Aquela mulher se espanta com a atitude de Jesus em falar com ela; ora, os judeus não falavam com samaritanos e muito menos com mulheres.
O dia no N.T. divide-se da seguinte forma:
Terceira hora: das 6 às 9h
Sexta hora: das 9 às 12h
Nona hora: das 12 às 15h
Décima segunda hora: das 15 às 18h
Jesus oferece água viva e a samaritana acha que é a que estava no fundo do poço, pois também era conhecida como água viva, corrente alimentada por uma fonte.
Não sabemos se Jesus foi atendido ou não, embora a última alternativa seja a mais provável; mas Ele ofereceu sem reciprocidade, sem esperar nada em troca e é assim que Ele faz ate hoje: Tome da água boa de beber!
                   1.    Devo bebê-la, pois é ela quem sacia a minha sede (v.13 e 14)

                   2.     Devo bebê-la, pois quem está oferecendo é Jesus (v.10b)

                   3.     Para bebê-la, preciso conhecer o dom de Deus (v.10a).

                   4.     Para bebê-la, preciso pedir (v.15).
  
                   5.     Ao bebê-la, devo adorar a Deus em espírito e em verdade (v.24)

                   6.     Ao bebê-la, sou movido pela vontade de anunciar quem é o dono da “água viva” (v.28 e 29)

Conclusão: A água do poço deve ser consumida constantemente, mas a água que Jesus fornece satisfaz de modo que eu nunca mais terei sede. É assim que a vida eterna refrigera.
Que Deus te abençoe.
Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário