segunda-feira, 5 de setembro de 2011

EM BUSCA DA FELICIDADE!

“Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o seu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo.” Eclesiastes 11.9

Introdução: A sociedade vive “em busca da felicidade”. Responda algumas perguntas a você mesmo:
·         Eu quero ser feliz?
·         O que é felicidade para mim?
·         Eu sou feliz?
·         Eu tenho mais alegrias ou tristezas?
·         Como eu faço para ser feliz?

Quero contar uma breve fábula:
Deus deu-me duas caixas e disse:
- Coloque todas as suas tristezas na caixa cinza e todas as suas alegrias na caixa azul.
Tempos depois eu percebi que a caixa azul estava muito mais pesada que a caixa cinza e fiquei um pouco confuso, pois, se tive muitas alegrias na vida, também não me faltaram tristezas. Como, então, a caixa de alegrias podia pesar tão mais que a caixa de tristezas?
Curioso, abri a caixa cinza e ela estava vazia, pois tinha um buraco no fundo. Então, eu perguntei:
- Senhor, deste-me uma caixa furada e minhas tristezas desapareceram. Onde elas foram parar?
- Elas vieram se apresentar diante do meu altar e as devolvi para você.
- Para mim? Mas elas não estão comigo.
- É que eu as devolvi transformadas.
- Transformadas? Como assim, meu Senhor?
- Transformadas em alegria. Olhe a sua caixa azul e você vai entender.
Abri a caixa azul e lá estavam todas as minhas alegrias (como foi bom contá-las todas de uma vez). Mas, lá estavam também as minhas tristezas, com uma carinha diferente, transformadas em alegrias.
É mais fácil olhar para as dificuldades e momentos tristes do que olhar o lado bom da coisa. Devo saber o que é felicidade e onde buscar a felicidade. Devo entender também alguns pontos cruciais na busca da felicidade:

I.              Buscar a “felicidade” onde não há gera reflexos.

Quando busco “felicidade” nas coisas que não edificam, estou buscando uma “felicidade” passageira, estou buscando uma falsa impressão de ser feliz.

Quando estou preso em meus sentimentos, mundo e não compartilho com Deus o meu desejo e busco a sua orientação, logo tenho como reflexo: Más amizades; falsa expectativa de vencer; peso na consciência; traição momentânea e até doenças incuráveis.

A Palavra de Deus no texto em reflexão me diz que posso fazer o que quizer, buscar a felicidade onde meu coração sentir-se alegre, porém essa alegria passa, mas o juízo de Deus virá a mim, lá naquele dia, no Tribunal de Cristo.

Quero buscar a felicidade, mas onde estou buscando não é o lugar mais propício. Será que é o meu caso?

II.            Buscar a “felicidade” do modo errado gera reflexos.

Quando busco a tal “felicidade” do modo errado, logo me deparo com uma dificuldade. Exemplo: Quando quero remover um parafuso com cabeça de fenda, preciso buscar uma chave de fenda apropriada e não uma chave de boca. O reflexo de minha decisão errada em escolher a ferramenta errada é a frustração de não conseguir resolver o meu problema, que era remover o parafuso para continuar um processo em busca de um conserto.

Se eu busco a “felicidade” com as ferramentas erradas e com a motivação errada, logo meus resultados não serão satisfatórios.

Transição: A felicidade não está em:

·         Uma casa nova;
·         Um automóvel novo;
·         Um bom emprego;
·         Planos bem sucedidos; etc

Se eu estou a tanto tempo buscando a felicidade e ela insiste em aparecer e sumir da minha vida, devo falar comigo mesmo:
- Será que estou no caminho certo? Vou entender e me responder a partir do próximo ponto.
Pessoas, nem nada têm o poder de me fazer feliz, apesar de estar feliz quando ganho um elogio ou algo legal e bonito.

III.           Buscar a felicidade onde há gera reflexos.

A Palavra de Deus diz que o coração é enganoso (). Se eu seguir o meu coração em busca da felicidade, vou ser enganado. Logo então devo me perguntar: Afinal, onde está a felicidade?

A Felicidade está em uma vida transformada e guiada por Deus em todos os momentos. Buscar a felicidade em Deus é ter como reflexo uma vida de paz e perdão, bênçãos e proteção Divinas! Se entendo que a felicidade está nas “coisas” de Deus, logo vou sentir o peso da          “caixa cinza” e nem vou querer olhar para dentro dela, pois sei que tudo o que eu colocar lá, Deus vai transformar em bênçãos (Neemias 13.2).  

IV.          Buscar a felicidade do modo certo gera reflexos.

Quando busco a felicidade do modo certo, mostro para o mundo que sou de Deus. Posso testemunhar do grande amor de Deus e o quanto minha fé é viva, pois além da fé, tenho obras baseadas na esperança que Cristo me dá.
Buscar a felicidade do modo certo é andar como Cristo andou, desfrutar das promessas que Cristo me deu e conseqüentemente poder ser chamado de um verdadeiro cristão. Um dos reflexos que posso ter em minha vida de busca de modo correto, é o despertamento de pessoas que me cercam em querer conhecer o Deus ao qual eu sirvo. É gerar a curiosidade neles: Por que há tanta felicidade nesse indivíduo?

Conclusão: Como eu faço para ser feliz?
(Ouvi de uma irmã, certa vez, que eu deveria ter feito o “Baile de Formatura” e que deveria curtir e dançar pois é um momento muito importante para minha vida. Porém entendo que a felicidade em se formar não está em um “Baile” e muito menos em “curtir e dançar”, está em reconhecer que Deus me deu a capacidade para estudar e me abençoou na vereda universitária e que Ele deve receber minhas formas de demonstrar alegria, pois não é no meio de músicas seculares, nem “amigos” ímpios, fazendo coisas como os ímpios que vai me fazer feliz, pois o Espírito Santo que habita em mim me incomoda e me diz que certos lugares não são para eu estar.)
Minha mente deve se proteger da idéia da falsa “felicidade” e deve filtrar cada pensamento, especialmente aqueles afetados pela imaginação. Devo condicionar minha felicidade ao obedecer aos conselhos do Senhor e buscar a felicidade real, que só encontro em Cristo Jesus.
Um texto complementar do texto base para esta mensagem é: “Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração.” Salmos 37.3-4

Repita comigo:
Que eu possa confiar sempre no Senhor e descansar n’Ele, para que conceda o que meu coração almeja, que é a felicidade verdadeira!

Leia também a mensagem do Danilo com o mesmo tema clicando aqui.

Que Deus abençoe!
Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário