terça-feira, 28 de agosto de 2012

FAMILIA UNIDA, SINAL DE BÊNÇÃO

Introdução: Na China uma família foi capaz de evitar a morte de uma mulher que tentava suicidar-se. Deus sempre usou famílias, tratou com famílias e criou uma família do Seu jeito.
Quando penso em bênçãos, penso em famílias bem estruturadas. Quando falta estrutura para uma família, as coisas não vão bem e dificilmente coisas boas emanam dela.
Vamos ver como temos famílias diferentes na bíblia:

1ª Família: Adão
“E CONHECEU Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do Senhor um homem. E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela deu à luz um filho, e chamou o seu nome Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.” Gênesis 4.1-2, 25
Uma família que começou bem, mas que no meio do caminho houve desobediência e por consequência o 1º homicídio.
Abel deu origem à vida pastoral, enquanto Caim seguiu a seu pai na agricultura. Sete veio a ser aquele de quem Deus pôde depender para o estabelecimento da pedra fundamental de Sua família. Ele foi "estabelecido" ou "destinado" a assumir o trabalho e a missão de Abel. Caim perdeu o seu direito de levar adiante a sublime esperança divina. Sete assumiria a responsabilidade e o privilégio sobre os seus ombros. Através de sua linhagem Deus realizaria Suas promessas.

2ª Família: Noé
“Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé.” Hebreus 11.7
“Noé entrou na arca, e com ele seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos, por causa das águas do dilúvio.” Gênesis 7.7
Noé certamente tinha uma família bem estruturada, onde seus filhos o obedeciam e respeitavam e sua esposa era uma ajudadora.
Noé comprovou a sua fé construindo a arca e viu a sua fé vindicada[1] sendo livrado do Dilúvio.
Com responsabilidade, Noé trouxe bênção a sua família através da união.

3ª Família: Abraão
“E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Gênesis 12.3
Deus prometeu uma grande família a Abraão, ele precisava somente crer no Eterno Deus. E através da vida desse homem, todas as famílias da Terra são abençoadas até hoje.
Através dele todos os povos da terra receberiam bênçãos. E seu nome seria respeitado e reverenciado por toda parte. Hoje, Abrão é reconhecido e respeitado como o "pai" dos cristãos, judeus e maometanos. Deus escolheu Abrão e seus descendentes para levar o Seu Evangelho ao mundo. Da linhagem de Abrão, viria Cristo, para cumprir os propósitos divinos.

4ª Família: Lázaro
“ESTAVA, porém, enfermo um certo Lázaro, de Betânia, aldeia de Maria e de sua irmã Marta.” João 11.1
Uma família unida se preocupa uns com os outros, oram uns pelos outros, clamam a Jesus juntos, mesmo quando um não pode (caso de Lázaro).
Quando a família é unida, as bênçãos do Senhor são derramadas sobre ela.
Transmitindo a informação da doença de Lázaro a Jesus, as irmãs demonstraram notável reserva, satisfazendo-se em declarar o fato, sem fazer nenhum pedido (v. 3). A menção do amor de Jesus por Lázaro foi, contudo, uma espécie de apelo em si mesmo, ainda que delicado.

5ª Família: Jesus
“E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.” Mateus 12.47-50
Jesus mostrou uma outra realidade concernente a família. Esses irmãos são presumivelmente os filhos de José e Maria, nascidos depois de Jesus. Procurando falar-lhe indica que foi feito um esforço, mas a multidão era grande demais. Mas Jesus deixou claro qual era seu propósito. Geralmente fazemos coisas inexplicáveis por nosso entes queridos e Jesus mostrou que somos seus entes queridos ao morrer na cruz por nós.
Uma família unida em Cristo tem a bênção coletiva do amor de Deus! Uma família unida no Senhor pode dizer como Josué: “porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor” Josué 24.15

6ª Família: Deus
“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;” Efésios 2.19
Em Cristo, judeus e gentios têm uma nova cidadania (“Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.“ Filipenses. 3.20, 21).
Nessa família é só bênção! Quando uma pessoa passa a essa família, nunca mais é desamparado, nunca mais é desprezado e nunca mais verá a morte!

Conclusão: Como lhe dar com a família? A Bíblia responde: “Mas, se alguma viúva tiver filhos, ou netos, aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua própria família, e a recompensar seus pais; porque isto é bom e agradável diante de Deus.” I Timóteo 5.4 e “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” I Timóteo 5.8
Deus valoriza a família. Somos feitos a imagem e semelhança de Deus e devemos fazer como Ele. Quando isso é feito, temos famílias unidas. Famílias unidas, sinal de igreja abençoada; Família unida, sinal de bênção!

Que Deus abençoe!
Ricardo Hilário
23/08/2012


[1] Justificada

Nenhum comentário:

Postar um comentário