terça-feira, 30 de agosto de 2011

COOPERADOR ATÉ QUANDO?


“Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus, Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores.”
Filemon 23 e 24

Quero falar de dois cooperadores de Paulo, muito parecidos com alguns crentes de hoje em dia.
Primeiro quero explicar o sentido em que Paulo chama-os de cooperadores. O sentido aqui expresso é o sentido de alguém que trabalha em prol do mesmo objetivo.
Marcos e Demas foram homens que ajudaram muito no ministério de Paulo.
Em nossos ministérios e carreira cristã, temos alguns Marcos e Demas, homens que nos ajuda em várias tarefas concernentes a Obra de Deus.
Até aí tudo bem, ok?

Mas não diferente de crentes pós modernos, Demas e Marcos tiveram veredas diferentes após Paulo escrever ao cooperador Filemon (v.1).

Aproximadamente 5 ou 6 anos depois, Paulo escreve sua última carta (2 Timóteo) e relata a triste vereda de Demas e a feliz vereda de Marcos.

2Tim4.9-10a“Procura vir ter comigo depressa, porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica,”

Paulo tinha sido desamparado por um de seus cooperadores que saudavam a Filemon. Demas havia amado mais as coisas do mundo, amado as coisas do presente século, deixando Paulo “a ver navios”. Para Demas, os atrativos do mundo falaram mais alto ao seu coração.
Quantos irmãos você pode enumerar que já fizeram isso com você em alguma tarefa na igreja? Quantos começaram ensaios de conjuntos, peças e corais e abandonaram no caminho? Sem contar aqueles que de modo “misterioso” somem sem deixar pistas.

Mas graças a Deus, ainda restam irmãos que estão na vereda correta, sempre apoiando os trabalhos e ministérios em suas igrejas, assim como Marcos, que certa vez havia tido algum deslize temporário na igreja de Colossos (Col4.10), mas foi restaurado com acompanhamento de Barnabé, e colocou em suas prioridades os interesses nas coisas de Deus e não deu mais ouvidos às coisas do mundo.

Colo4.10 “Aristarco, que está preso comigo, vos saúda, e Marcos, sobrinho de Barnabé, acerca do qual ecebestes mandamentos; se ele for ter convosco, recebei-o;”

Após esse deslize de Marcos, ele foi recomendado por Paulo aos Colossenses e ainda pediu para que Timóteo o levasse consigo ao encontro de Paulo em sua prisão, pois Marcos lhe era muito útil no ministério.

2Tim4.11 “Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.”

Que nas nossas igrejas os “Demas” sejam extintos. Oxalá que tenhamos cada vez mais “Marcos” em nossas igrejas, que mesmo após as quedas, se erguem e deixam de ouvir a voz do mundo enganador.
Que Deus abençoe os “Marcos”
Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário