quarta-feira, 21 de abril de 2010

O HOMEM QUE ESCAPOU DA CRUZ.

Embora nunca apareça como personagem principal, Barrabás desempenha um importante papel nos bastidores. Ele jamais poderia imaginar que um dia seu nome seria citado pelas Escrituras! Mas no sexto julgamento, que discutimos na aula anterior, lá está ele, no texto sagrado das Escrituras.
Em sua mente, não havia nada pior que a morte por crucificação. Aquele seria o fim da linha, e um torturante. Não queria nem pensar nos pregos atravessando sua carne. Se tivesse sorte, morreria logo. Todos que eram pendurados em uma cruz ansiavam por uma morte rápida.
Mas para Barrabás, sua vida não terminou numa cruz. O carcereiro que abriu sua cela não o conduziu ao local da execução. Em vez disso, ele o libertou!

- Mateus 27:15
- Marcos 15: 6-8

1) Pilatos não queria contrariar o povo;
2) Quando Pilatos apurou todos os fatos, ele declarou sem hesitar que Jesus era Inocente.
Mas por que, de todos os prisioneiros que estavam confinados nas celas romanas, Pilatos escolheu Barrabás?

SEU NOME
Mateus 27: 16

- A expressão, “muito conhecido”, significa “marcar”;
- O Nome Barrabás se divide em duas partes Bar = Filho e abbas = Pai, ou seja Filho do Pai;

SEU CRIME
Marcos 15: 6-7

O Registro do Evangelho de Marcos declara: “Barrabás foi preso com os rebeldes”, o que confirma que os dois que foram crucificados com Jesus faziam parte do grupo de Barrabás.
A história diz que Barrabás foi preso e condenado por insurreição e assassinato. Insurreição é o mesmo que rebelião contra as autoridades governantes.

O LOCAL

Todos os quatro evangelhos declaram ou deixam implícito, que Barrabás estava preso ou confinado pelas autoridades de Roma. (Mt. 27: 16 / Mc. 15: 7 / Lc. 23: 18 / Jo. 18: 39,40)
É bastante provável que Barrabás estivesse preso na fortaleza Antonia, o “grande depósito” de prisioneiros na antiga Jerusalém. O grande movimento na cidade devido à Páscoa, fez com que Pilatos se deslocasse de seu luxuoso quartel-general na cidade de Cesaréia, na Costa do Mediterrâneo para ir a Jerusalém manter a lei e a ordem.
Então onde Pilatos estava hospedado? Ele poderia estar hospedado no Palácio Hasmoneano, porém, este palácio era a residência oficial de Herodes Antipas quando estava em Jerusalém, e Herodes “estava em Jerusalém naquela ocasião” (Lc. 23: 7). Isto sugere que Pilatos estivesse hospedado na fortaleza Antonia, uma vez que esta era uma fortaleza romana e o quartel-general dos soldados romanos na região.

UM SUBSTITUTO PESSOAL

Barrabás, mais do que qualquer outra pessoa nessa sombrio drama do Calvário, sabia que alguém iria substituí-lo naquela cruz do meio. Ele esperava morrer naquele mesmo dia. Ele havia sido condenado e preso, e aguardava a morte por crucificação. E então, de repente, ele ouviu: “Você está livre”.
Sua vida ilustra de maneira intensa a doutrina da expiação. Não devemos esquecer que Jesus foi nosso substituto também.
Como Barrabás fomos libertados, e essa liberdade é eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário