sábado, 26 de setembro de 2009

DAVI E O ANÃO


A batalha mais famosa descrita no Antigo Testamento não foi travada entre dois exércitos, mas entre duas pessoas. Foi a batalha no Vale de Elá entre Davi e Golias;
O vale de Elá não era uma ravina estreita, parecendo-se mais com um grande desfiladeiro. O local antigo tinha aproximadamente 1,5Km de largura e na direção da estrada do desfiladeiro ele ficava ainda mais largo. No fundo, entre as encostas, ficava o leito do ribeiro onde Davi encontrou as pedras para a sua funda. De um lado ficava uma enorme encosta de 800m ou mais de largura; do lado oposto achava-se outra vasta rampa de 800m, alargando-se cada vez mais. O exército de Israel estava entrincheirando numa encosta; na outra, o exército filisteu;
Este era o cenário. Vamos considerar agora os principais personagens. Primeiro havia Golias, cujo tamanho e aparência eram tão impressionantes que o escritor o descreve em detalhes precisos;

GOLIAS: FRENTE E CENTRO

1 Samuel 17: 4 – 9;
Altura: aproximadamente 3 metros;
Ele usava o que chamaríamos de cota de malha, que era uma roupa de baixo pesada, uma espécie de lona, entrelaçada com anéis de bronze sobrepostos, que ia do ombro ao joelho e pesava entre 80 e 90 quilos;
Mas ele ainda usava um capacete de bronze, caneleiras de bronze para proteger as pernas, e levava um dardo ou lança de bronze entre os ombros. Só a cabeça da lança pesava seiscentos siclos de ferro, ou cerca de 9 a 11 quilos;
O relato bíblico diz também que ele tinha um escudeiro que o protegia. O escudo por ele usado chegava a ser do tamanho de um homem adulto;
E insistentemente este homem desafiava Israel para que escolhesse um representante que o enfrentasse;

ENTRA DAVI... O VERDADEIRO GIGANTE

Jessé manda Davi levar alimento para seus irmãos e um presente para o comandante;
1 Samuel 17: 22-23 – Imagine o momento. Davi está de pé conversando com seus irmãos, quando de repente ouve um grito do outro lado da ravina. Na mesma hora, todos que o cercam começam a recuar e entrar em suas barracas (17: 24);
Ele olha para o outro lado do campo de batalha e vê o homem gigantesco, em sua armadura, gritando ameaças e amaldiçoando o Deus de Israel. Isso deixou Davi furioso!
1 Samuel 17: 28 – É um retrato do que os cristãos têm de suportar quando há necessidade de ficar firmes na fé; recebem uma rajada de balas, lançada no geral por membros da sua própria família;
Saul soube das perguntas de Davi e o manda chamar. Davi, então, se dispõe a lutar (17:37);
Saul tenta ajudá-lo em sua preparação, mas não tem sucesso;
O grande encontro (1 Samuel 17: 40-46).

SAI GOLIAS... “O ANÃO”

Imagine só a cena! Davi se encontrava frente àquela enorme criatura, sem sentir-se intimidado;
Davi vivia segundo um princípio muito simples: nada a ser provado, nada a perder;
A batalha (1 Samuel 17: 47-50)
Desta batalha, emergiu a verdade evidente para as tropas de ambos os lados da Vale de Ela: Golias era o anão e Davi o gigante.

LIÇÕES GIGANTESCAS QUE VALEM SER LEMBRADAS

Ganhar batalhas é extremamente significativo. Lembre-se disso! Onde você guarda as suas lembranças? Você se esquece rapidamente das vitórias? Quebre esse hábito! Deus não desperdiça vitórias. Quando faz algo que só ele pode fazer, diz então a você: “Não esqueça disso”. Nos dias do Antigo Testamento, Deus fez seu povo levantar enormes pilhas de pedras como memórias das várias vitórias que conquistara para serem vistos e lembrados por todos.
Quatro lições emergem desta importante batalha entre Davi e Golias:
1. Enfrentar gigantes é uma experiência que intimida;
2. Guerrear é uma experiência solitária;
3. Confiar em Deus é uma experiência estabilizadora;
4. Conquistar vitórias é uma experiência memorável.

Jamais esqueça isso: A GUERRA É DO SENHOR!

texto extraído do livro "Davi, um Homem Segundo o Coração de Deus" cujo autor é Sharles Swindoll.

Nenhum comentário:

Postar um comentário