quarta-feira, 1 de abril de 2009

O CÉU, O FUTURO DA NOSSA GLÓRIA.

Isaías 65:17-25; 2Pedro 3:13;

Em Isaías o profeta, numa visão geral do futuro, fala sobre os “novos céus e a nova terra” (cf. Apocalipse 21). Isso parece ser uma referência ao estado eterno, isto é, ao céu; porém, a morte de um jovem aos 100 anos (v.20) certamente deve ser uma referência ao Reino Milenar terreno. A implicação é que o profeta teve uma visão dos reinos eterno e milenar, e que os dois não foram claramente distinguidos por Isaías nessa visão. Mas nosso assunto é “o céu, o futuro de nossa glória”, e não o Reino Milenar. Vamos pensar um pouco sobre o futuro eterno do crente em Jesus Cristo...

I. O crente tem esse futuro garantido.
Pedro nos deixa animados com suas palavras (“Segundo a promessa de Deus, aguardamos novos céus e nova terra, onde habita a justiça.”). A glória dos céus está sendo preparada por Jesus, para os salvos de todos os tempos!
Abraão também tinha essa esperança, juntamente com os patriarcas (Hebreus 11:10).
Paulo também faz menção sobre essa esperança de um futuro garantido. (Romanos 8:18-25).
A Palavra de Deus nos garante esse futuro!

II. O crente gozará dessa glória.
Uma promessa de Deus para nós! Fico abismado com certas afirmações: “O céu deve ser muito chato.” ou “Quero casar primeiro antes de ir para glória.” ou “Quero comprar minha casa e ser feliz.” Se diz por aí: “todo mundo quer ir para o céu, mas ninguém quer morrer”. Amado, você não precisa querer morrer, apenas deve almejar a volta de Cristo e preparar-se para o encontro com Ele.
Gosto muito daquele cântico que o Entoai louva a Deus: “Deixei” Saber que existe um paraíso onde vamos morar eternamente é maravilhoso! Ruas de ouro... (Apocalipse 21:18)Encontramos na bíblia vários textos que nos dão a certeza de que gozaremos de um futuro glorioso. (Efésios 1:18)

Há mais uma reflexão que gostaria de acrescentar. Tudo o que foi dito é verdade para todos dentre nós que são crentes e salvos. É verdade que Ele guardará de tropeços e apresentará “com exultação, imaculados diante da sua glória”. Então devemos entoar o cântico: “Ao único que é digno de receber, a honra e a glória, a força e o poder; ao Rei Eterno imortal, invisível, mas real, a Ele, ministramos o louvor. Adoramos, a ti ó Rei Jesus, adoramos o seu nome, nos rendemos aos seus pés; consagramos todo o nosso ser a ti.”
Só temos a agradecer pelo céu, o futuro da nossa glória. É SÓ DEUS QUEM PODE FAZER ISTO POR NÓS!!!

QUE DEUS CONTINUE GUARDANDO ESSAS VERDADES EM SEU CORAÇÃO.

Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário