segunda-feira, 10 de novembro de 2008

EITA LÍNGUA!

Tiago 3:1-12

A questão do falar é um dos assuntos de mais destaque neste livro e esta é a passagem clássica e está endereçada aos mestres.
Primeiro Tiago adverte seus leitores de que não devem ficar muito ansiosos para ensinarem, por causa da responsabilidade que envolve tal coisa, considerando que o mestre usa palavras constantemente, esta é uma área especialmente perigosa para ele.
Será que somente os mestres correm este perigo?
Devemos tomar cuidado com a língua, com o que dizemos por aí...
Vejamos agora, o que este órgão tão pequeno pode fazer, não somente com nosso corpo, mas com os que estão ao nosso redor.

1. A língua é o controle de todo o corpo. (v.3,4)
Quando temos controle do que falamos:
1. Muitos males são evitados
2. Nossa vida têm mais harmonia
3. Sabemos para onde vamos

2. A língua e seu poder destrutivo. (v.5-7)
Destrói amizades
Destrói relacionamentos
Contamina não só nosso corpo, mas também muda o curso do mundo. ILUS. (Um presidente falando da economia e guerras...)


3. A língua e seu domínio nas palavras. (v. 8-10)
Nenhum homem pode dominar sua língua, mas Deus pode.
Quando o homem é dominado por Deus, as palavras são amistosas, não danosas.
A língua pode ser um mal, quanto um bem. (v.9)
Da boca procede bênçãos e maldiçoes.
a. Quais as bênçãos que saem da vossa boca?
b. Quais as maldiçoes?
c. Mão devemos falar mal.
d. Abençoe seu irmão.
e. Abençoe seu próximo.
f. Abençoe sua liderança.
g. Abençoe sua igreja.

4. A língua e a vitória do poder de Deus. (v.11,12)
Quando estamos cheios do Espírito Santo, não falamos coisas que amaldiçoam pessoas.
Quando estamos em Deus, há somente uma fonte que jorra de nós. “A fonte de água viva”.
Quando (em Deus), vencemos a língua, demonstramos frutos. Frutos certos, na hora certa e quantidade certa. (em abundância).

Meus prezados, deixe com que o Espírito Santo domine o vosso ser; busque mais, leia mais, ore mais, tenha mais comunhão; enfim, deixe-se ser guiado pelo0 Espírito de Deus e ocupe sua mente com coisas d’Ele!

Ricardo Hilário

Nenhum comentário:

Postar um comentário